Deux répertoires bibliographiques seront publiés prochainement dans le volume Plotin et les Gnostiques, Luciana Gabriela Soares Santoprete et Anna Van den Kerchove (ed.), Brepols, collection « BEHE ».

Le premier consacrés aux travaux concernant Plotin et le gnosticisme et le deuxième consacrés aux travaux concernant les néoplatoniciens après Plotin et le gnosticisme. Voici les titres respectifs de ces articles:

1. Soares Santoprete, Luciana Gabriela et Van den Kerchove, Anna, « La polémique antignostique chez Plotin : un répertoire bibliographique ».

2. Soares Santoprete, Luciana Gabriela et Van den Kerchove, Anna, « Les néoplatoniciens postérieurs à Plotin et le gnosticisme : un répertoire bibliographique ».

 

Le présent répertoire bibliographique en ligne contient tous les articles et ouvrages de Jean-Daniel Dubois :

Van den Kerchove, A. – Soares Santoprete, Luciana Gabriela, « Bibliographie de Jean-Daniel Dubois », avec Anna van den Kerchove, dans Gnose et Manichéisme. Entre les oasis d’Egypte et la Route de la Soie. Hommage à Jean-Daniel Dubois. Anna van den Kerchove et Luciana Gabriela Soares Santoprete (éd.), Turnhout, Brepols, BEHE 176, 2017, p. 19-32.

Cliquer ici

O presente repertório on-line apresenta as obras reunidas de 1964 à 2019 por Luciana Gabriela Soares Santoprete, Loraine Oliveira, Emmannuela Freitas de Caldas et Mayã Gonçalves Fernandes nos seguintes artigos :

  • « Primeiro repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados ao Neoplatonismo. Parte II : Elenco de autores e títulos », Revista Archai : Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, (5), julho 2010, p. 236-287, Universidade de Brasília, Brasil. Para a versão online, clique aqui.
  • « Primeiro repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados ao Neoplatonismo da Antiguidade Tardia. Parte I », Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, (5), julho 2010, p. 151-216, Universidade de Brasília, Brasil. Clique aqui para acessar a versão online.
  • « Anexo à Parte I do Primeiro repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados ao Neoplatonismo da Antiguidade Tardia », Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, (5), p. 217-236, Universidade de Brasília, Brasil. Clique aqui para acessar a versão online.
  • « Segundo repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados a Plotino e ao Neoplatonismo da Antiguidade Tardia », Loraine Oliveira, Luciana Gabriela Soares Santoprete, Mayã Gonçalves Fernandes, Clássica, v. 33, n. 2, p. 259-285, 2020. Clique aqui para acessar a versão online.

 

Version française :

Le présent répertoire en ligne présente les œuvres recueillies de 1964 à 2019 par Luciana Gabriela Soares Santoprete, Loraine Oliveira, Emmannuela Freitas de Caldas et Mayã Gonçalves Fernandes dans les articles suivants :

1. Soares Santoprete, Luciana Gabriela, « Primeiro repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados ao Neoplatonismo da Antiguidade Tardia. Parte I: Histórico da pesquisa », Revista Archai : Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, n° 5, juillet 2010, p. 151-212.

Cet article constitue la première partie du travail de recherche qui a réalisé, de manière inédite, la première liste complète des références bibliographiques lusophones à propos des philosophies néoplatoniciennes de l’antiquité tardive. Dans celui-ci, il est expliqué l’origine, les objectives et les défis de ce travail, la liste des auteurs et des ouvrages recherchés, la méthodologie employée et l’état du catalogage des périodiques consulté en 2003 dans les archives portugaises et en 2009-2010 dans les archives brésiliennes. Cliquez ici

2. Soares Santoprete, Luciana Gabriela – Oliveira, Loraine – Freitas de Caldas, Emmanuelle, « Anexo à Parte I do Primeiro repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados ao Neoplatonismo da Antiguidade Tardia », Luciana Gabriela Soares Santoprete et Loraine Oliveira, Revista Archai : Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, n° 5, juillet 2010, Universidade de Brasília, Brésil, p. 213-313.

Cet article constitue une annexe à la première partie du travail de recherche qui a réalisé, de manière inédite, la première liste complète des références bibliographiques lusophones à propos des philosophies néoplatoniciennes de l’antiquité tardive. Dans celui-ci, il est présenté l’état du catalogage des périodiques recherchés par nous-même et Loraine Oliveira en 2009-2010 dans les archives des bibliothèques de l’Universidade Federal do Rio de Janeiro, de l’Universidade de Brasília, de la Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, entre autres, ainsi qu’en différentes archives électroniques. Emmannuela Freitas de Caldas a participé de la révision finale. Cliquez ici

3. Soares Santoprete, Luciana Gabriela – Oliveira, Loraine – Freitas de Caldas, Emmanuelle, « Primeiro repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados ao Neoplatonismo. Parte II : Elenco de autores e títulos », Revista Archai : Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, juillet 2010, Universidade de Brasília, Brésil, p. 232-278.

Cet article constitue la deuxième partie du travail de recherche qui a réalisé, de manière inédite, la première liste complète des références bibliographiques lusophones à propos des philosophies néoplatoniciennes de l’antiquité tardive. Dans celui-ci, il est fournit une présentation technique du système de catalogage adopté, une analyse à propos de l’ensemble des données collectées, une liste chronologique de tous les travaux rencontrés (livres, articles, thèses, dissertations) et ses résumés, ainsi que quatre index : un index d’auteurs contemporains, un index de traducteurs, un index d’auteurs anciens et un index par thèmes. Cliquez ici

4. « Segundo repertório bibliográfico dos estudos em língua portuguesa dedicados a Plotino e ao Neoplatonismo da Antiguidade Tardia », Loraine Oliveira, Luciana Gabriela Soares Santoprete, Mayã Gonçalves Fernandes, Clássica, v. 33, n. 2, p. 259-285, 2020.

Cet article regroupe les travaux de 2011 à 2019. Cliquez ici pour accéder à la version en ligne.

 

1964

DIAS, Arnaldo de Pinho. A Isagoge de Porfirio e a lógica conimbricense. Revista Portuguesa de Filosofia, Braga, v. 20, p. 108-130, 1964.

 

1965

CUNHA, Maria Helena Ribeiro. O neoplatonismo amoroso na Ode VI. Revista Camoniana, v. 2, p. 116-128, 1965. ISSN 0103-3239.

GOMES, Joaquim Ferreira. Pedro da Fonseca e a Isagoge de Porfírio. Broteria, Lisboa, n. 81, p. 180-186, 1965.

 

1978

HARLAND, Michael. Plotino e Jung na obra de Guimarães Rosa – I. Revista Colóquio/Letras, n. 46, p. 28-35, 1978.

 

1979

HARLAND, Michael. Plotino e Jung na obra de Guimarães Rosa – II. Revista Colóquio/Letras, n. 49, p. 20-33, 1979.

 

1991

BRUN, Jean. O neoplatonismo. Tradução José Freire Colaço. Lisboa: Edições 70, 1991. (Coleção Biblioteca Básica de Filosofia). Tradução de: Le Néoplatonisme. Paris: PUF, (Coleção Que sais-je?)

SCANTIMBURGO, João de. Nota sobre Plotino. Revista Brasileira de Filosofia, 39, n. 163, p. 214-216, 1991. ISSN 0034-7205.

 

1992

MACEDO, José Costa. Do sagrado em Plotino e Santo Agostinho. Mediaevalia, Porto, n. 2, p. 35-67, 1992. ISSN 0872-0991. Disponível em: Repositório-aberto.up.pt

 

1994

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino: pagão, panenteísta, místico. Teocomunicação, Porto Alegre, 24, n. 106, p. 685-690, 1994. ISSN 0103- 314X.

 

1995

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. A processão em Plotino. Veritas, Porto Alegre, 40, n. 158, p. 157-164, 1995. ISSN 1984-6746.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino: o retorno ao Uno. Revista Brasileira de Filosofia, São Paulo, 42, n. 179, p. 285-299, 1995. ISSN 0034-7205.

 

1996

BOÉCIO. Sobre o Bem Supremo. Tradução Luis Alberto de BoniVeritas, v. 41, n. 163, p. 559-563, 1996. ISSN 1984-6746.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. A escatologia em Platão e Plotino. Teocomunicação, Porto Alegre, v. 26, n. 114, p. 531-548, 1996. ISSN 0103-314X.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. A processão em Plotino. Revista Brasileira de Filosofia, São Paulo, 43, f. 183, p. 280-291, 1996. ISSN 0034-7205.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. O mito nas Enéadas de Plotino. Veritas, Porto Alegre, v. 41, p. 383-389, 1996. ISSN 1984-6746.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino e os gnósticos. Teocomunicação, Porto Alegre, 26, n. 111, p. 121-143, 1996. ISSN 0103-314X.

 

1997

CHAIMOVICH, Felipe Soeiro. A filosofia na trilha do belo: Platão, Plotino e a autenticidade estética. Discurso, São Paulo, n. 28, p. 61-87, ISSN 0103-328x. Disponível em: revista.usp.br/discurso.

HRYNIEWICZ, Severo. A ética da autosalvação em Plotino. 1997. 166 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade Gama Filho. Rio de Janeiro, 1997.

OLIVEIRA, Loraine. O belo no mundo sensível na filosofia de Plotino. 1997. 101 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1997.

REIS, José. O Tempo em Plotino. Revista Filosofica de Coimbra, Coimbra, 6, n. 12, p. 381-439, 1997. ISSN 0872-0851.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino na história. Teocomunicação, Porto Alegre, 27, n. 117, p. 359-379, 1997. ISSN 0103-314X.

 

1998

NOGUEIRA, Maria Simone Cabral Marinho. Considerações sobre o belo em Plotino. Phoînix, Rio de Janeiro, n. 4, p. 371-387, 1998. ISSN 1413-5787.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. A ética em Plotino. Teocomunicação, Porto Alegre, 28, n. 119, p. 129-134, 1998. ISSN: 0103-314X.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. O conhecimento em Plotino. Teocomunicação, Porto Alegre, 28, n. 121, p. 413-431, 1998. ISSN: 0103-314X.

 

1999

COSTA, Marcos Roberto Nunes. O uno e o múltiplo na cosmologia de Plotino. Symposium, Recife, 1, p. 12-24, dez. 1999. Edição especial. ISSN 1982-9981. Disponível em: maxwell.vrac.puc-rio.br

SOARES, Luciana Gabriela Eiras Coelho. Acerca da Beleza Inteligível: Peri tou Noetou Kallous. Tradução, comentários e notas da obra de Plotino, Enéada V, 8 [31]. 1999. 161 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro,

SPINELLI, Miguel. Neoplatonismo e Aristotelismo da Filosofia Árabe Medieval. Revista Portuguesa de Filosofia, Braga, v. 55, n. 1-2, p. 59-98, 1999.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. A escatologia em Platão e Plotino. Revista Brasileira de Filosofia, São Paulo, v. 44, n. 194, p. 211-231, 1999. ISSN 0034-7205.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. O Uno de Plotino é Deus. Teocomunicação, Porto Alegre, 29, n. 126, p. 627-632, 1999. ISSN: 0103-314X.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino e o cristianismo. Teocomunicação, Porto Alegre, 29, n. 124, p. 235-242, 1999. ISSN: 0103-314X.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino e o cristianismo. In: HACKMANN, Geraldo Luiz Borges (Org.). Sub umbris fideliter: Festschrift em homenagem a Frei Boaventura Kloppenburg. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1999. p. 363-371.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino e os gnósticos. Hypnos, São Paulo, n. 5, p. 188-209, 1999. ISSN 2177-5346.

 

2000

BARACAT JÚNIOR, José Carlos. Enéada III. 8 [30]: Sobre a natureza, a contemplação e o Uno. Introdução, tradução e comentário da obra de Plotino, Enéada III.8 [30]. 2000. 245 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002. Disponível em: repositorio.unicamp.br. 

GALINDO, Caetano Waldrigues. De Futuris: Plotino, Agostinho e o futuro românico. 2000. 111 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2000.

NOGUEIRA, Maria Simone Cabral Marinho. Considerações sobre a alma na epistrophé plotiniana. Hodos, Aracaju, v. 1, p. 25-34, 2000.

SAVIAN FILHO, Juvenal. Os escritos teológicos de Boécio: tradução, introdução e notas. 2000. 226 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

SINÉSIO DE CIRENE. O elogio da calvície. Introdução e tradução: João Batista Camilotto. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2000.

SOARES, Luciana Gabriela Eiras Coelho. Exegese do tratado Acerca da Beleza Inteligível (V, 8 [31]) de Plotino. Ciências Humanas, Rio de Janeiro, v. 23, n. 1-2, p. 63-88, jun./dez. 2000. ISSN 1413-5698.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. A estrutura do saber em Plotino. In: DE BONI, Luiz Alberto (Org.). A ciência e a organização dos saberes na Idade Média. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2000. p. 11-28.

 

2001

BAUCHWITZ, Oscar Federico (Org.). O Neoplatonismo. Natal: Argos, 2001.

COSTA, Marcos Roberto Nunes. Crítica agostiniana à visão negativa da natureza material no maniqueísmo e no neoplatonismo. Nuevo Mundo, Buenos Aires, 1, p. 51-68, 2001.

COSTA, Marcos Roberto Nunes. O problema da moral no sistema ontológico-natural de Plotino. Studium, Recife, n. 7-8, p. 140-151, 2001. ISSN 1518-0913.

LUPI, João Eduardo Pinto Bastos. A cosmologia de Plotino. In: Bauschwitz, O. (Org.). O Neoplatonismo. Natal: Argos, 2001. p. 183- 190.

REIS, José. O Tempo de Platão a Plotino. Revista de História das Idéias, Coimbra, 22, p. 467-478, 2001.

SANTOS, Bento Silva. Plotino: uma perspectiva neoplatônica da estética. In: Neoplatonismo. Natal: Argos, 2001. p. 215-220.

TER REEGEN, Jan Gerard Joseph. Os elementos teológicos de Proclo. In: Oscar Frederico Bauchwitz. (Org.). O Neoplatonismo. Natal: Argos Editora, 2001. p. 267-286.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. O Uno de Plotino é Deus. In: SULIANI, Antônio (Org.). Etnias e carisma. Porto Alegre: EDIPUCRS, p. 958-962.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. O Uno de Plotino é Deus. Revista Brasileira de Filosofia, São Paulo, 51, n. 204, p. 521-526, 2001.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino: a relação entre o Uno e o Nuevo Mundo, Buenos Aires, v. 1, n. 1, p. 19-29, 2001.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino e sua influência na história. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico (Org.). O neoplatonismo. Natal: Argos, 2001. p. 293-308.

 

2002

BARACAT JÚNIOR, José Carlos. Aspectos da contemplação plotiniana. Phaos, Campinas, n. 2, p. 5-32, 2002. ISSN: 1676-3076.

CIRNE-LIMA, Carlos. Sobre o Uno e o múltiplo em Plotino. In: SOUZA, D. (Org.). In: Amor scientiae: festschrift em homenagem a Reinholdo Aloysio Ullmann. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002, p. 79 -110.

LUPI, João Eduardo Pinto Bastos. O belo e o número: Plotino e Agostinho. In: SOUZA, D. (Org.). Amor scientiae: festschrift em homenagem a Reinholdo Aloysio Ullmann. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002, p. 393-403.

NOGUEIRA, Maria Simone Cabral Marinho. Mística, linguagem e silêncio na filosofia de Plotino. Mirabilia, Campina Grande, n. 2, dez. 2002. ISSN 1676-5818. Disponível em: www.revistamirabilia.com. 

PORFÍRIO DE TIRO. Isagoge: introdução às categorias de Aristóteles. Introdução, tradução e comentário Bento Silva Santos. São Paulo: Attar, 2002.

PUENTE, Fernando Eduardo de Barros O tempo e a alma em Plotino e Aristóteles. In: SOUZA, D. G. (Org.). In: Amor scientiae: festschrift em homenagem a Reinholdo Aloysio Ullmann. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002. p. 245-270.

RAFFAELLI, Rafael. Imagem e self em Plotino e Jung: confluências. Estudos de Psicologia, Campinas, 19, n. 1, p. 23-36, jan./abr. 2002. ISSN 0103-166X. Disponível em: scielo.br.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino: um estudo das Enéadas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002. 1. (Coleção Filosofia, 134)

 

2003

BAL, Gabriela. O silêncio em Plotino. 2003. 150 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, São Paulo, 2003.

BALTES, Matthias. Boécio: estadista e filósofo. In: ERLER, Michael; GRAESER, Andréas (Org.). Filósofos da antiguidade: do helenismo à antiguidade tardia. Tradução de Nélio Schneider. São Leopoldo, RS: Unisinos, 2003. v. 2. p. 277-298.

BAUCHWITZ, Oscar Federico. Nihilismo e neoplatonismo. Boletim do CPA, Campinas, 15, p. 169-181, jan./jun. 2003. Disponível em: scribd.com/Platao-Niilismo-e-Neoplatonismo. 

ERLER, Michael. Proclo: metafísica como exercício do tornar-se uno. In: ERLER, Michael; GRAESER, Andréas (Org.). Filósofos da antiguidade: do helenismo à antiguidade tardia, 2. Tradução Nélio Schneider. São Leopoldo, RS: Unisinos, 2003. p. 253-276.

O’MEARA, Dominic J. Plotino: o regresso da alma ao lar. In: ERLER, Michael; GRAESER, Andréas (Org.). Filósofos da antiguidade: do helenismo à antiguidade tardia, 2. Tradução Nélio Schneider. São Leopoldo, RS: Unisinos, 2003. p. 215-227.

OLIVEIRA, Loraine. Um retrato de Plotino. Caesura, Canoas, 22- 23, p. 49-56, jan./dez. 2003.

PLOTINO. Acerca da Beleza Inteligível: Enéada V, 8 [31]. Introdução, tradução e notas: Luciana Gabriela Eiras Coelho Soares. Kriterion, Belo Horizonte, 44, n. 107, p.110-135, jun. 2003. ISSN 0100- 512X. Disponível em: scielo.br/kriterion.

PROCLO DE CONSTANTINOPLA. Hino a Atena. Tradução David Mourão-Ferreira. Revista Colóquio/Letras, n. 163, p. 175, 2003.

SANTOS, Bento Silva. Os argumentos de Boécio (ca. 480-524) pro contra os Universais no Segundo Comentário à Isagoge de Porfírio. Síntese, Belo Horizonte, v. 30, n. 97, p. 187-202, 2003. ISSN: 2176-9389. Disponível em: faje.edu.br/periodicos. 

SAVIAN FILHO, Juvenal. A distinção entre esse e id quod est no De hebdomadibus de Boécio. Coletânea, Rio de Janeiro, 2, n. 3, 2003. ISSN 1677-7883.

 

2004

ALBUQUERQUE, Érika Felipe de. A felicidade na dimensão ético-política de Boécio. 2004. 90 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2004.

BEZERRA, Cícero Cunha. Algumas considerações sobre a leitura procleana do Parmênides de Platão. Princípios, Natal, 11, n. 15-16, p. 99-107, jan./dez 2004. ISSN 1983-2109. Disponível em: periodicos.ufrn.br/principios.

COELHO, Cléber Duarte. A filosofia como modo de vida: Boécio e sua De philosophiae consolatione. 2004. 89 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

FERREIRA, Elisa Franca e. Plotino: a imanência e a transcendência do Uno. Contextura, Belo Horizonte, n. 1, 2 sem. 2004. ISSN 1807-6440.

NOGUEIRA, Maria Simone Cabral Marinho. Uma aproximação entre Plotino e Dionísio. In: COSTA, Marcos Roberto N., DE BONI, Luis A. (Org.). A ética medieval frente aos desafios da contemporaneidade. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004, v. 172, p. 67-81.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino: a relação do Uno (Archê) com o mundo. In: STEIN, Ernildo (Org.). A cidade de Deus e a cidade dos homens: de Agostinho a Vico. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. 1. p. 33-50.

 

2005

BAL, Gabriela. Contemplação e ascese em Plotino. Agnes, São Paulo, n. 2, p. 83-99, 2005. ISSN 1808-3307.

BERGSON, Henri. Curso sobre Plotino. In: Cursos sobre a filosofia grega. Tradução Bento Prado Neto. São Paulo: Martins Fontes, 2005. p. 1-81. Tradução de: Cours de Bergson sur la philososphie grecque. Paris : PUF, 2000.

GOLLNICK, Silvania. Ontologia e conhecimento no Tratado 3 (49) de Plotino. 2005. 128 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

MARQUES, Luis Cesar. Animula hospes comesque corporis: considerações sobre o retrato « interior », de Adriano a Plotino. Signum, São Paulo, v. 7, p. 129-163, 2005.

MARSOLA, Mauricio Pagotto. Epekeina tes ousias: estudo sobre a exegese plotiniana de República 509 b 9. 2005. 228 f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

OLIVEIRA, Loraine. O belo em Plotino: do múltiplo ao Uno. Síntese, Belo Horizonte, 32, n. 103, p. 259-274, 2005. ISSN: 2176-9389. Disponível em: faje.edu.br/periodicos/Sintese. 

PARENTE, Margherita Isnardi. Introdução a Plotino. Tradução José Francisco Espadeiro Martins. Lisboa: Edições 70, 2005. Tradução de: Introduzione a Plotino. Roma-Bari: Laterza, 1984.

SANTOS, Bento Silva. Ockham e Porfírio: uma interpretação medieval do questionário da Isagoge. Redes, v. 3, p. 141-162, 2005. Disponível em: bentosilvasantos/ufes.

SAVIAN FILHO, Juvenal. A metafísica do ser em Boécio. 2005. 369 f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Universidade de São Paulo. São Paulo, 2005. Disponível em: livros01.com.br. 

SAVIAN FILHO, Juvenal. Boécio e a ética eudaimonista. Cadernos de Ética e Filosofia Política, São Paulo, 7, 2 sem. 2005, p. 109-127. ISSN 1517-0128. Disponível em: repositorio.ufsc.br.

 

2006

BARACAT JÚNIOR, José Carlos. Enéadas I, II e III; Vida de Plotino. Introdução, tradução e notas das obras de Plotino, Enéadas I, II e III e de Porfírio, Vida de Plotino. 2006. 700 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006. Disponível em: repositorio.unicamp.br

BEZERRA, Cícero Cunha. Compreender Plotino e ProcloPetrópolis, RJ: Vozes, 2006.

GALLEGO, Roberto de Almeida. O Uno e os éons: a soteriologia em Plotino e em sua polêmica antignóstica. 2006. 180 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2006. Disponível em:  pucsp.br.

MACEDO, Monalisa Carrilho; BAUCHWITZ, Oscar Federico (Org.). Estudos de Neoplatonismo. Natal: EDUFRN, 2006. v. 1.

OLIVEIRA, Paulo César Lage de. Interioridade e transcendência: o conhecimento de si mesmo e o retorno ao Uno em Plotino. 2006. 154 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2006.

 

2007

BAL, Gabriela. Silêncio e contemplação: uma introdução a Plotino. São Paulo: Paulus, 2007. Originalmente apresentada como dissertação de mestrado intitulada O silêncio em Plotino, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2003.

BARACAT JÚNIOR, José Carlos. A legitimidade da arte na filosofia de Plotino. Calíope, Rio de Janeiro, v. 16, p. 72-82, 2007. ISSN 1676-3521. Disponível em: letras.ufrj.br/caliope16.

BRANDÃO, Bernardo Guadalupe Lins. A União da Alma e do Intelecto na Filosofia de Plotino. Kriterion, Belo Horizonte, v. 48, n. 116, p. 481-491, dez. 2007. ISSN 0100-512X. Disponível em: scielo.br/pdf.

BRANDÃO, Bernardo Guadalupe Lins. Experiência mística e filosofia em Plotino. 2007. 146 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007. Disponível em: bibliotecadigital.ufmg.br.

BRANDÃO, Bernardo Guadalupe Lins. Só em direção ao só: considerações sobre a mística de Plotino. Horizonte, Belo Horizonte, v. 6, n. 11, p. 151-158, dez. 2007. Disponível em: pucminas.br/documentos/horizonte.

BRISSON, Luc. Pode-se falar de união mística em Plotino? Tradução Loraine Oliveira. Kriterion, Belo Horizonte, v. 48, n. 116, p. 453- 466, dez. 2007. ISSN 0100-512X. Disponível em: scielo.br/pdf.

CHAVES, Julio Cesar Dias. Neo-platonismo, apocalíptica e gnose os apocalipses filosóficos setianos. Oracula, São Bernardo do Campo, v. 3, n. 6, p. 115-129, 2007. ISSN: 1807-8222.

COSTA, Elcias Ferreira da. Comentário de Santo Tomás de Aquino ao De hebdomadibus de Boécio: advertência preliminar. Ágora Filosófica, Recife, ano 1, n. 1, p. 1-21, jul./dez. 2007. ISSN: 1982-999x. Disponível em: unicap.br/revistas/agora.

MARSOLA, Mauricio Pagotto. Plotino e o ceticismo. Doispontos, Curitiba, v. 4, n. 2, p. 247-273, out. 2007. ISSN: 1807-3883. Disponível em: ufpr.br/doispontos/article/viewFile.

MORAES, Emmanuel Victor Hugo. Beleza, amor e contemplação: sobre a possibilidade de se pensar uma estética em Plotino. Viso, Rio de Janeiro, n. 3, set./dez. 2007. ISSN 1981-4062. Disponível em: revistaviso.com.br/pdf.

OLIVEIRA, Loraine. Conhecer o tempo, conhecer no tempo: considerações sobre o tempo, mito e razão em Plotino. Hypnos, São Paulo, n. 18, p. 78-89, 2007. ISSN 2177-5346.

OLIVEIRA, Loraine. Notas sobre lógica e dialética em Plotino (Enéada I, 3 [20] 4-5). Trans/Form/Ação, Marília, v. 30, n. 2, p. 167-178, 2007. ISSN 0101-3173. Disponível em: marilia.unesp.br.

OLIVEIRA, Loraine. Uma sinfonia de autoridades: notas sobre a exegese dos Antigos (Plotino, Enéada V, 1 [10], 8-9). Kriterion, Belo Horizonte, v. 48, n. 116, p. 467-479, dez. 2007. ISSN 0100-512X. Disponível em: scielo.br/pdf. 

PIAUÍ, William de Siqueira. Aristóteles e Boécio: natureza das coisas e eternidade de Deus. Ágora Filosófica, Recife, v. 1, n. 1, jul./dez. 2007. ISSN: 1982-999x. Disponível em: unicap.br/revistas/agora.

PINHEIRO, Marcus Reis. Cosmologia e divinação em Plotino. In: Macedo, M. C.; Bauchwitz, O. (Org.). Estudos de Neoplatonismo. Natal: Edufrn, 2007. p. 61-72.

PINHEIRO, Marcus Reis. O aprendiz do Belo: a arte-ética em Plotino. Viso, Rio de Janeiro, n. 3, set./dez. 2007. ISSN 1981-4062. Disponível em: revistaviso.com.br/pdf.

PINHEIRO, Marcus Reis. Plotino, exegeta de Platão e Parmênides. Anais de Filosofia Clássica, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 70-82, 2007. ISSN 1982-5323. Disponível em: researchgate.net.

Plotino. Tratados das Enéadas. Tradução Américo Sommerman. São Paulo: Polar, 2007. Tradução de: Das Enéadiu. [não é uma tradução direta do texto Grego]

STROGULSKI, Zuleika. O conceito de noûs (espírito) em Plotino. 2007. 123 f. Dissertação (Mestrado em Cognição e Linguagem). Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Rio de Janeiro, 2007.

STROGULSKI, Zuleika; SECCO, Frederico Schwerin. Plotino e a contemplação do espírito. Revista da Academia Campista de Letras, v. 2, p. 19-46, 2007.

VIEIRA NETO, Ivan. A compreensão mística na obra de Jâmblico de Cálcis. Mirabilia, Campina Grande, v. 7, p. 22-28, dez. 2007. ISSN: 1676- 5818. Disponível em: revistamirabilia.com/Num7

 

2008

BRANDÃO, Bernardo Guadalupe Lins. A Experiência mística intelectual na filosofia de Plotino. Hypnos, São Paulo, v. 21, p. 245-260, 2008. ISSN 2177-5346.

LUPI, João Eduardo Pinto Basto; GOLLNICK, Silvania. A Teoria emanacionista de Plotino. Scintilla, Curitiba, v. 5, n. 1, p. 13-30, jan./jun. 2008. ISSN 1806-6526. Disponível em: saoboaventura.edu.br/pdf/scintilla.

LACROSSE, Joachim. Uma passagem de Porfírio relativa ao Shiva andrógino dos brâmanes da Índia. Tradução Elisa Franca e Ferreira. Kriterion, Belo Horizonte, n. 117, 219-233, jun. 2008. ISSN 0100- 512X. Disponível em: scielo.br/pdf.

MALUF, Lilian Chaves. Porfírio e Daniel 7: debates acadêmicos entre Maurice Casey e Arthur Ferch. Archai, Brasília, n. 1, p. 51-60, 2008. Disponível em: digitalis.uc.pt.

MARSOLA, Mauricio Pagotto. Plotino e a escolha de Héracles: paixões, virtude e purificação. Hypnos, São Paulo, ano 14, n. 20, p. 61- 74, 1 sem. 2008. ISSN 2177-5346. Disponível em: hypnos.org.br/arquivos.

OLIVEIRA, Loraine. A exegese de mitos em Plotino e Porfírio. Archai, Brasília, n. 1, p. 73-94, jul. 2008. ISSN: 1984-249X. Disponível em: academia.edu.

OLIVEIRA, Loraine. A genealogia mítica Urano, Cronos e Zeus em Plotino. Revista de Estudos Filosóficos e Históricos da Antiguidade, Campinas, n. 25, p. 109-133, jul. 2008/jun. 2009. ISSN 2177-5850. Disponível em: academia.edu.

OLIVEIRA, Loraine. Discursos míticos e figuras míticas: o uso dos mitos nas Enéadas de Plotino. 2008. 290 f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008. Disponível em: bibliotecadigital.ufmg.br/tese.

OLIVEIRA, Loraine. Plotino: as Musas e a Filosofia. Cuadernos de Filosofia, v. 50, p. 91-100, outono 2008.

PIAUÍ, William de Siqueira. Boécio e o problema dos futuros contingentes. Princípios, Natal, v. 15, n. 23, jan./jun. 2008, p. 205-232. ISSN: 1983-2109. Disponível em: periodicos.ufrn.br/principios/article.

Plotino. Sobre a saída (I, 9 [16]). Tradução e notas: Fernando Eduardo de Barros Rey Puente. In: Puente, F. E. B. R. (Org). Os filósofos e o suicídio. Belo Horizonte: UFMG, 2008. p. 63-65.

Plotino. Enéada III.8 [30]: Sobre a natureza, a contemplação e o Uno. Introdução, tradução e comentário: José Carlos Baracat Júnior. Campinas: UNICAMP, 2008. 192 p. Originalmente apresentada como dissertação de mestrado, Universidade de Campinas, 2002.

REALE, Giovanni. Plotino e neoplatonismo: história da filosofia grega e romana, 8. Tradução Henrique Claudio de Lima Vaz e Marcelo Perine. São Paulo: Loyola, 2008. Tradução de Storia della filosofia greca e romana. Vol. 8: Plotino e il neoplatonismo pagano. Milano: Bompiani, 2004.

SAVIAN FILHO, Juvenal. Estranhamento do mundo, cosmologia e ética: em torno de uma poesia de Boécio. Filosofia Unisinos, São Leopoldo, v. 9, n. 1, p. 12-18 jan./abr. 2008. ISSN 1984-8234. Disponível em: revistas.unisinos.br/publicacoes.

SAVIAN FILHO, Juvenal. Metafísica do ser em Boécio. São Paulo: Loyola, 2008. Originalmente apresentada como tese de doutorado, Universidade de São Paulo, 2005.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino. In: PECORARO, Rossano (Org.). Os filósofos clássicos da filosofia: de Sócrates a Rousseau, 1. Rio de Janeiro: Vozes, 2008, p. 86-104.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Plotino e os gnósticos. In: Oliveira, Terezinha (Org.). Antiguidade e medievo: olhares histórico-filosóficos da educação. Maringá: EDUEM, 2008. p. 97-117.

 

2009

BAUCHWITZ, Oscar Federico; BEZERRA, Cícero Cunha (Org.). Imagem e silêncio: atas do I Simpósio Ibero-Americano de Estudos Neoplatônicos, tomo 1: do neoplatonismo pagão ao neoplatonismo cristão. Natal: EDUFRN, 2009. 500 p. (Coleção Metafísica).

BRANDÃO, Bernardo Guadalupe Lins. A união da alma com o Um na filosofia de Plotino. Síntese, Belo Horizonte, v. 36, n. 114, p. 87-105, 2009. ISSN: 2176-9389. Disponível em: faje.edu.br/periodicos/Sintese. 

CASTANHEIRA, Carolina Parizzi. De institutione musica: livro 1. Tradução e comentários do livro 1 obra de Boécio, De institutione musica. 2009. 153 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

COELHO, Cléber Duarte. A antropologia como itinerário para a felicidade no De consolatione philosophiae de Boécio. 2009. 150 f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009. Disponível em: repositorio.ufsc.br.

COELHO, Cleber Duarte. Boécio leitor de Aristóteles: uma ética eudaimonista. Peri, Florianópolis, v. 01, n. 01, p. 50-56, maio 2009. ISSN 2175-1811. Disponível em: nexos.ufsc.br/index.

FERREIRA, Elisa Franca e. O homem, a alma e o vivente: a definição do homem nas Enéadas de Plotino. 2009. 165 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009. Disponível em: bibliotecadigital.ufmg.br.

MALUF, Lilian Chaves. Daniel no Antro das ninfas: um estudo sobre o desafio de Porfírio ao status profético das revelações daniélicas e sobre a réplica de Jerônimo. 2009. 164 f. Dissertação (Mestrado em História Cultural) – Universidade de Brasília, Brasília, 2009. Disponível em: repositorio.unb.br.

MARSOLA, Mauricio Pagotto. De Parmênides ao Parmênides e retorno: um aspecto da exegese plotiniana (V 1 [10] 8, 1-27). In: TAORMINA, P. (Org.). L’essere del pensiero Saggi sulla filosofia di Plotino. Napoli: Bibliopolis, 2009, p. 221-246.

OLIVEIRA, Paulo César Lage de. A metáfora do espelho: o múltiplo como imagem do Uno em Plotino. 2009. 287 f. Tese (Doutorado em Filosofia). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

PINHEIRO, Marcus Reis. Plotino, exegeta de Platão e Parmênides. In: SANTORO,  F.; CAIRUS, H.; RIBEIRO, T. (Org.). Acerca do Poema de Parmênides. Rio de Janeiro: Azougue, 2009, p. 175 -184.

SCHIOCHETT, Daniel. O tempo na terceira Enéada de Plotino. Peri, Florianópolis, v. 01, n. 01, p. 11-20, maio 2009. ISSN 2175-1811. Disponível em: nexos.ufsc.br/article.

VIEIRA NETO, Ivan. Aspectos do sagrado: uma teologia do paganismo no De Mysteriis Aegyptiorum de Jâmblico de Cálcis. In: VICENTE, J. J. N. B.; CAMPOS, R. C. (Org.). A história escrita: possibilidades de construção da pesquisa historiográfica. Goiânia: Editora Vieira, 2009. p. 129-150.

VIEIRA NETO, Ivan. O êxtase neoplatônico: a experiência do sagrado na filosofia tardo-antiga. Chrônidas, Goiânia, v. 1, n. 3, p. 112-122, abr. 2009. ISSN : 1984-266X.

 

2010

BAL, Gabriela. Em busca do não-lugar: a linguagem mística de Plotino, Jâmblico e Damáscio à luz do Parmênides de Platão. 2010. 196 f. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

MARQUES, Rudinei dos Santos. A convergência ao Uno no contexto das Enéadas. 2010. 84 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010. Disponível em: repositorio.pucrs.br.

MORAES, Emmanuel Victor Hugo. O silêncio de Eros: amor e olhar em Plotino. 2010. 78 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia). Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.

PINHEIRO, Marcus Reis. A cena de enunciação no tratado Sobre o Belo de Plotino. In: BAUCHWITZ, O. F.; BEZERRA, C. C. Imagem e silêncio: do neoplatonismo pagão ao neoplatonismo cristão. Natal: Edufrn, 2010. p. 61-80.

Plotino. Enéada II: a organização do cosmo. Introdução, tradução e notas de João Lupi. Petrópolis, Vozes, 2010. Tradução do texto grego estabelecido por Henry & Schwyzer.

 

2011

BARACAT JUNIOR, José Carlos. Imperador Juliano, Contra os Galileus: introdução biográfica, tradução e notas. Cadernos de Tradução, n. 27, p. 1-72, 2011. disponível em: https://www.academia.edu/3846700/_ed_Imperador_Juliano_Contra_os_Galileus_ introdução_biográfica_tradução_e_notas_Emperor_Julian_Against_the_Galileans_ introduction_translation_and_notes_Cardenos_de_tradução_27_uFrGs. acesso em: 11/09/2018.

FERNANDES, Marcos Aurélio. A árvore de Porfírio: Comentários à Isagoge. Scintilla, Revista de filosofia e mística medieval, v. 8, n. 1, p. 11-44, 2011.

NASCIMENTO, Marlo do. A questão da felicidade na Consolação da filosofia. In: VASCONCELLOS, Manoel; SILVA, Lucas (orgs.). Studia Mediaevalia. 1a ed. Pelotas: Cópias Santa Cruz, 2011, p. 17-25.

NETO, Ivan Vieira. O paganismo neoplatônico de Jâmblico de Cálcis: a influência religiosa na filosofia tardo-antiga (sécs. III e IV d.C.). Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011.

OLIVEIRA, Janduí Evangelista de; Costa, Marcos Roberto Nunes. O problema de Deus na filosofia de Plotino: convergências e divergências com o Deus judaico-cristão. Perspectiva Filosófica, v. 1, n. 35, p. 25-38, 2011. disponível em: https://www3.ufpe.br/ppgfilosofia/images/pdf/2011.1%20-%20medieval.pdf. acesso em: 11/09/2018.

OLIVEIRA, Loraine. Considerações sobre o uso adequado do termo “mística” na filosofia de Plotino. Perspectiva Filosófica, v. 1, n. 35, p. 55-71, 2011. disponível em: https://www3.ufpe.br/ppgfilosofia/images/pdf/2011.1%20-%20medieval.pdf. acesso em: 11/09/2018.

REEGEN, Jan Gerard Joseph ter. a mística em Proclo. Perspectiva Filosófica, v. 1, n. 35, p. 9-24, 2011. disponível em: https://www3.ufpe.br/ppgfilosofia/images/ pdf/2011.1%20-%20medieval.pdf. acesso em: 11/09/2018.

SANTOS, Vanessa Alves de Lacerda. Mito: entre a reflexão do real e o reflexo do inteligível. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, v. 3, n. esp, p. 214-22, 2011. disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/889. acesso em: 11/09/2018.

SILVA, Josildo José Barbosa da. Eram realmente Pitagórico(a)s os homens e mulheres catalogado(a)s por Jâmblico em sua obra Vida de Pitágoras? tese (doutorado em educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do norte, natal, 2011. disponível em: https://repositorio.ufrn.br/jspui/ bitstream/123456789/14334/1/JosildoJBs_tese.pdf. acesso em: 11/09/2018.

SOUZA,  Aláyadullius de. OApócrifo d eJoão e a Enéada VI9 de Plotino: relações sobre o Um. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da universidade de Brasília, Brasília, 2011. disponível em: http://repositorio.unb.br/ handle/10482/10242. acesso em: 11/09/2018.

 

2012

ALCÂNTARA, Antônio Carlos Kondracki de. O processo de conversão a deus pela via racional e mística. Tese (Doutorado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2890. acesso em: 11/09/2018.

BRANDÃO, Bernardo G. s. L. Ascensão e virtude em Plotino. tese (doutorado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de minas Gerais, Belo Horizonte, 2012. disponível em: https://repositorio.ufmg.br/ bitstream/1843/BUOS-99GJDV/1/tese._mi_stica_e_filosofia_em_plotino__2012_. pdf. acesso em: 10/09/2020.

CASTRO, José Acácio Aguiar de. Plotino – uma estética do inefável. Theologica, II série, v. 47, fasc. 2, p. 509-19, 2012. disponível em: https://repositorio.ucp.pt/ bitstream/10400.14/13384/1/castro.pdf. acesso em: 10/09/2018.

CORNELLI, Gabriele. O belo antro e a grande oliveira: recepções da alegoria da caverna na tradição neoplatônica. Educação e Filosofia, v. 26, n. 51, p. 93-112, 2012. disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/8245. acesso em: 10/09/2018.

COSTA, Helena maria ramos da. O inédito comentário de Luís de Molina sobre a Isagogé de Porfírio. O problema dos universais nas universidades portuguesas na transição do séc. XVI para o século XVII. Tese (Doutorado em Filosofia) – Programa Doutoral em Filosofia da universidade do Porto, Porto, Portugal, 2012.

ÉVORA, Fátima Regina Rodrigues. Filopono de Alexandria e a controvérsia acerca da eternidade do mundo. In: LEVY, Lia; ZINGANO, Marco; PEREIRA, Luis Carlos (orgs.). Metafísica, lógica e outras coisas mais. 1a ed. rio de Janeiro: nau editora, 2012, p. 65-96.

GOMES, Rafael Vieira. “Esoterismo” e conhecimento em Plotino. Kínesis. Revista de Estudos dos Pós-Graduandos em Filosofia, v. 4, n. 7. p. 134-49, 2012. disponível em: https:// www.marilia.unesp.br/Home/revistaseletronicas/Kinesis/rafaelgomes134-149.pdf. acesso em: 10/09/2020.

FARIAS JÚNIOR, José Petrúcio de. Discurso, retórica e poder na Antiguidade Tardia: a construção do ethos político em Sinésio de Cirene. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Franca, 2012. disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/103104. acesso em: 11/09/2018.

OLIVEIRA, Loraine. entre o sensível e o inteligível: o estatuto intermediário da imaginação em Plotino. In: marques, marcelo Pimenta (org.). Teorias da imagem na Antiguidade. 1a ed. são Paulo: Paulus, 2012, p. 287-307.

PINHEIRO, Marcus Reis. Mística em Plotino. In: TEIXEIRA, Faustino (org.). Caminhos da Mística. 1a ed. São Paulo: Paulinas, 2012, p. 19-36. Disponível em: https://www. academia.edu/1648154/M%C3%ADstica_em_Plotino-final. acesso em: 10/09/2018.

PINHEIRO, Marcus Reis. Plotino entre Narciso e Odisseu: Jogos de espelhos e a nostalgia da casa. In: BEZERRA, Cícero Cunha; BAUCHWITZ, Oscar Federico (orgs.). Neoplatonismo: tradição e contemporaneidade. 1a ed. são Paulo: Hedra, 2012, p. 11- 30. disponível em: https://www.academia.edu/5403579/Plotino_entre_narciso_e_ odisseu_Jogos_de_espelhos_e_a_nostalgia_da_casa. acesso em: 10/09/2018.

 

2013

BAL, Gabriela. A influência da 3ª hipótese do Parmênides de Platão na filosofia de Plotino e Jâmblico. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 113-25, 2013. disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/archai/article/ view/8370. acesso em: 10/09/2020.

BARACAT JUNIOR, José Carlos. Exemplo ou contraexemplo? O caso de uma estátua nas Enéadas de Plotino. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 73-83, 2013. disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/ archai/article/view/8366. acesso em: 10/09/2020.

BERGONSO, Melissa Carla Chornobay. Número, som e beleza: a estética musical em Boécio. Dissertação (mestrado em música) – setor de Ciências Humanas, Letras e artes da universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013. disponível em: https://acervodigital. ufpr.br/handle/1884/30451. acesso em: 11/09/2018.

BEZERRA, Cícero Cunha; BAUCHWItZ, Oscar Federico (orgs.). Neoplatonismo: tradição e contemporaneidade. São Paulo: Hedra, 2013.

BEZERRA, Cícero Cunha. Breves considerações sobre o belo em Plotino. In: SERRÃO, Adriana Veríssimo; SIMÕES, Carla Meneses (eds.). Poética da Razão – Homenagem a Leonel Ribeiro dos Santos. 1a ed. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2013, p. 331-6.

BOÉCIO. A consolação da filosofia. Tradução: LI, Willian. 2a ed. São Paulo: WmF Martins Fontes, 2013.

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. A filosofia como modo de vida no platonismo da era imperial e em Plotino. Mirabilia. Electronic Journal of Antiquity & Middle Ages, v. 17, n. 2, p. 523-44, 2013. disponível em: http://www.revistamirabilia.com/sites/default/files/ pdfs/2013_02_22_0.pdf. acesso em: 11/09/2018.

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. A filosofia como modo de vida em Plotino. Diálogos Mediterrânicos, n. 4, p. 89-96, 2013. disponível em: http://www.dialogosmediterranicos. com.br/index.php/revistadm/article/view/71. acesso em: 10/09/2018.

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. A noção de ascensão na filosofia de Plotino. Dois Pontos (UFPR), v. 10, n. 2, p. 55-74, 2013. disponível em: https://revistas.ufpr.br/doispontos/ article/view/31899. acesso em: 10/09/2018.

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. As afecções e a alma impassível em Plotino. Hypnos, n. 31, p. 185-98, 2013. disponível em: https://hypnos.org.br/index.php/hypnos/ article/view/164/166. acesso em: 10/09/2020.

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. Estados de consciência e níveis do eu em Plotino. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 95-102, 2013. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/archai/article/view/8368. acesso em: 10/09/2020.

BRANDÃO, Bernardo G. s. L. O problema do misticismo em Plotino. Revista Estudos Filosóficos, n. 10, p. 29-39, 2013.

BRISSON, Luc. A oposição phúsis/tékhne em Plotino. Tradução: OLIVEIRA, Loraine; FONTENELLE, Flávio Loque. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 63-72, 2013. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index. php/archai/article/view/8365. acesso em: 10/09/2020.

CARVALHO, Margarida Maria de. O Imperador Juliano entre a filosofia neoplatônica e a arte militar. Revista Territórios e Fronteiras, v. 6, n. 1, p. 18-31, 2013. Disponível em: http:// www.ppghis.com/territorios&fronteiras/index.php/v03n02/article/view/190/144. acesso em: 10/09/2018.

CARVALHO, Margarida Maria de; FIGUEIREDO, Daniel. O significado do “contra” nos discursos político-religiosos da antiguidade tardia: o “Contra os Galileus” do Imperador Juliano – 361-363 d.C. In: CERQUEIRA, Fábio; GONÇALVES, Ana Teresa; MEDEIROS, Edalaura; LEÃO, Delfim (orgs.). Saberes e poderes no mundo antigo. Estudos ibero-latino-americanos. Vol. II – dos poderes. 1a ed. Coimbra: Imprensa da universidade de Coimbra, 2013, p. 213-26. disponível em: https://digitalis.uc.pt/ handle/10316.2/34762. acesso em: 10/09/2018.

COELHO, Cleber Duarte. O perfil do feminino na Consolação de Boécio .In: CÂNDIDO, Edinei da Rosa (org.). A mulher na Antiguidade Cristã. 1a ed. Florianópolis: ITESC, FaCasC, 2013, p. 315-19.

COSTA, Marcos Roberto Nunes. A influência do neoplatonismo na solução agostiniana do mal. In: BEZERRA, Cícero Cunha; BAUCHWITZ, Oscar Federico (org.). Neoplatonismo: tradição e contemporaneidade. 1a ed. v. 1. são Paulo: Hedra, 2013, p. 25-36.

FARIAS JÚNIOR, José Petrúcio de. A construção literária dos germanos por Sinésio de Cirene: Marcas de repulsa e integração em De Regno e De Providentia. Classica. Revista Brasileira de Estudos Clássicos, v. 26, n. 2, p. 29-53, 2013. disponível em: https://revista.classica.org.br/classica/article/view/262. acesso em: 10/09/2020.

FERNANDES, Edrisi. A “superação” schellinguiana do entendimento plotiniano da transição do bem para a matéria e o mal. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 127-40, 2013. disponível em: https://periodicos. unb.br/index.php/archai/article/view/8371. acesso em: 10/09/2020.

FINAMORE, John F. Jâmblico e o irracional: a continuidade da uma tradição platônica. In: AZAR FILHO, Celso Martins; PINHEIRO, Marcus Reis (orgs.). Neoplatonismo, mística e linguagem. 1a ed. Niterói: UFF, 2013, p. 15-43.

GATTI, Icaro Francesconi. A Crestomatia de Proclo: Tradução integral, notas e estudo da composição do códice 239 da Biblioteca de Fócio. Dissertação (mestrado em Letras Clássicas) – Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8143/tde- 05062013-112806/pt-br.php. acesso em: 11/09/2018.

Gomes, Rafael Vieira. Fuga e assimilação em Plotino: Questões de ética e metafísica nas Enéadas. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da universidade Federal de são Paulo, Guarulhos, 2013. disponível em: http://repositorio. unifesp.br/handle/11600/39306. acesso em: 11/09/2018.

LIMA, Fernanda Lemosde. Jâmblico de Cálcis, uma abordagem introdutória ao filósofo do neoplatonismo. Principia. Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras da UERJ, n. 26, p. 35-48, 2013. disponível em: http://www.e-publicacoes. uerj.br/index.php/principia/article/view/7680/5544. acesso em: 11/09/2018.

MOREIRA, Júlio César. Filosofia e teurgia no de mysteriis de Jâmblico: um estudo dos livros I, II e III. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Estudos Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11628. acesso em: 11/09/2018.

NARBONNE, Jean-Marc. A “lógica” da mística plotiniana. In: AZAR FILHO, Celso Martins; PINHEIRO, Marcus Reis (orgs.). Neoplatonismo, mística e linguagem. 1a ed. Niterói: UFF, 2013, p. 43-71.

NASCIMENTO, Marlo do. A questão da felicidade em Boécio. Dissertação (mestrado em Filosofia) – Programa de Estudos Pós-Graduação em Filosofia. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013. Disponível em: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/ prefix/5045. Acesso em: 11/09/2018.

OLIVEIRA, Loraine. O amor como estado da alma (páthos) em Plotino. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 85-94, 2013. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/archai/article/view/8367. acesso em: 10/09/2020.

OLIVEIRA, Loraine (ed.). Dossiê Plotino. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 59-140, 2013. disponível em: https://periodicos. unb.br/index.php/archai/article/view/8364.

OLIVEIRA, Loraine. Plotino, escultor de mitos. São Paulo: Annablume, 2013.

OLIVEIRA, Loraine. Justificativas para o vegetarianismo em Porfirio de Tiro. In: URELA, Rodrigo Frías. Cultura helenística y cristianismo primitivo: actualidades de un (des) encuentro. 1a ed. santiago de Chile: unesco, 2013, p. 39-52. Disponível em: https:// www.researchgate.net/publication/340296079_Justificativas_para_o_Vegetarianismo_ em_Porfirio_de_Tiro. acesso em: 11/09/2018.

PAIVA, Marcello Henrique Medeiros de. Estética como ascensão para o Uno em Plotino. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da universidade Federal do rio Grande do norte, natal, 2013. Disponível em: https:// repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21623. acesso em: 11/09/2018.

PINHEIRO, Marcus REis; AZAR FILHO, Celso Martins (orgs.). Neoplatonismo, mística e linguagem. Niterói: Editora da UFF, 2013.

PINHEIRO, Marcus Reis. O uno em Parmênides e em Plotino. In: PINHEIRO, Marcus Reis; AZAR FILHO, Celso Martins (orgs.). Neoplatonismo, mística e linguagem. 1a ed. Niterói: Editora da UFF, 2013, p. 71-88. Disponível em: https://www.academia. edu/1648155/o_uno_em_Parmênides_e_em_Plotino. Acesso em: 10/09/2018.

PINHEIRO, Marcus Reis. Cosmologia e transformação de si: o caso de Platão e Plotino. Cosmos e Contexto, v. 15, p. 1-10, 2013. disponível em: http://cosmosecontexto.org.br/ cosmologia-e-transformacao-de-si-o-caso-de-platao-e-plotino. acesso em: 11/09/2018.

RAMOS, Samuel Araújo. Antropofagizando os clássicos. Vida pitagórica e o Banquete: Caminhos percorridos e reflexões de um performer em busca de uma arte social e filosófica. Dissertação (Mestrado em Arte Contemporânea) – Programa de Pós-Graduação em Arte da universidade de Brasília, Brasília, 2013. disponível em: https://repositorio.unb.br/ handle/10482/14240. acesso em: 11/09/2018.

SANTOS, Vanessa Alves de Lacerda. Ulisses e Narciso: As faces da alma humana através do discurso mítico nas Enéadas de Plotino. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013. disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16512. acesso em: 10/09/2020.

SANTOS, David G. Metafísica, ética e religião em Plotino: Tradução e estudo da enéada VI. 7 (38). Tese (Doutorado em Filosofia Antiga) – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2013. disponível em: http://repositorio.ul.pt/ handle/10451/10555. acesso em: 10/09/2020.

SANTOPRETE, Luciana Gabriela Soares. A utilização do termo ἀμφίστομος no grande tratado antignóstico de Plotino e nos oráculos caldáicos. Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 10, n. 10, p. 103-12, 2013. disponível em: https:// periodicos.unb.br/index.php/archai/article/view/8369. acesso em: 10/09/2020.

SAVIAN FILHO, Juvenal. Ser, unidade e bem em Boécio. In: BEZERRA, Cicero Cunha; BAUCHWITZ, Oscar Federico (orgs.). Neoplatonismo – tradição e contemporaneidade. 1a ed. São Paulo: Hedra, 2013, p. 97-110.

SILVA, Francisca Galiléia Pereira da; REEGEN, Jan Gerard Joseph ter; CUNHA, Suelen Pereira da. Sobre a relação dinâmica da realidade supra-sensível segundo Proclo. Revista Kairós, v. 10, n. 2, p. 189-207, 2013. Disponível em: https://www.academia. edu/33633326/soBre_a_reLaÇÃo_dInÂmICa_da_reaLIdade_suPra_ sensÍVeL_seGundo_ProCLo_sur_La_reLatIon_dYnamIque_de_ La_rÉaLItÉ_suPrasensIBLe_seLon_ProCLus. acesso em: 10/09/2020.

SIMÕES, Vivian Carneiro Leão. Qvod erat demonstradvm – os exempla no discurso gramatical de Mário Vitorino. Dissertação (mestrado em estudos Literários) – Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da Universidade Estadual Paulista “Júlio de mesquita Filho”, Araraquara, 2013. disponível em: https://repositorio.unesp.br/ handle/11449/122095. acesso em: 11/09/2018.

 

2014

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. Ascensão e discurso em Plotino. Kriterion: Revista de Filosofia, v. 55, n. 130, p. 515-30, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo. php?script=sci_arttext&pid=s0100-512X2014000200004&lng=en&nrm=iso. acesso em: 10/09/2018.

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. Ascensão e virtude em Plotino. Sobre a doutrina dos níveis da virtude na Enéada I, 4. Gregorianum (Roma), v. 95, n. 1, p. 145-57, 2014. disponível em: https://www.academia.edu/6388554/ascensão_e_Virtude_em_ Plotino_-_Gregorianum_vo._95_n._1_-_2014. acesso em: 10/09/2018.

BRANDÃO, Bernardo G. S. L. A doutrina da união em Plotino. Sapere Aude, v. 5, n. 10, p. 30-45, 2014. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/sapereaude/ article/view/8593. Acesso em: 10/09/2018.

FARIAS JÚNIOR, José Petrúcio de. Administração imperial e aquisição de poder na Antiguidade Tardia: agentes de poder sob a ótica de Sinésio. Mirabilia. Electronic Journal of Antiquity & Middle Ages, v. 19, n. 2, p. 229-44, 2014. Disponível em: http://www. revistamirabilia.com/sites/default/files/pdfs/19-12varia.pdf. acesso em: 10/09/2018.

FARIAS JÚNIOR, José Petrúcio de. Mito e história na Antiguidade Tardia: um estudo a partir de Sinésio de Cirene em De Regno. Fronteiras & Debates, v. 1, n. 2, p. 141-63, 2014. Disponível em: https://periodicos.unifap.br/index.php/fronteiras/article/ view/2006/1088. acesso em: 10/09/2018.

FARIAS JÚNIOR, José Petrúcio de. Filosofia, retórica e providência divina em De Providencia de Sinésio de Cirene. In: XVI encontro regional da ANPUH – Rio: Saberes e Práticas Científicas. Rio de Janeiro: 2014, p. 1-21. Disponível em: http:// www.encontro2014.rj.anpuh.org/resources/anais/28/1400541072_arquIVo_ Filosofiaretoricaeprovindenciadivina.pdf. acesso em: 11/09/2018.

LIMA, Fernanda Lemos de. A perene essência divina e a efêmera opinião: Uma breve apreciação do livro I de Sobre os mistérios, de Jâmblico de Cálcis. Principia. Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras da UERJ, n. 29, p. 1-5, 2014. disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/principia/article/ view/14399/10919. acesso em: 10/09/2018.

LIMA, Fernanda Lemos de. Agón epistolar: o debate filosófico-teúrgico no livro I de Sobre os mistérios, de Jâmblico de Cálcis. Calíope. Presença Clássica, v. 2, n. 28, p. 33-47, 2014. disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/caliope/article/view/7352/7122. acesso em: 10/09/2018.

MOREIRA, Júlio Cesar. O caminho virtuoso e a teurgia de Jâmblico. Hypnos, v. 33, p. 315-23, 2014. disponível em: https://hypnos.org.br/index.php/hypnos/article/ view/89/89. acesso em: 10/09/2020.

NARBONNE, Jean-marc.A metafísica de Plotino. Tradução: MARSOLA, Maurício Pagotto. São Paulo: Paulus, 2014.

OLIVEIRA, Loraine. Plotino, escultor de mitos. Coimbra: Imprensa universidade de Coimbra; Annablume, 2014 (remissão ao n. 77). Disponível em: https://digitalis.uc.pt/ es/livro/plotino_escultor_de_mitos. Acesso em: 10/09/2018.

PLOTINO. Sobre a eternidade e o tempo (III, 7 [45]). Introdução, tradução e notas: BARACAT JUNIOR, José Carlos. In: PUENTE, Fernando rey; BARACAT JUNIOR, José Carlos (orgs.). Tratados sobre o tempo. Aristóteles, Plotino e Agostinho. 1a ed. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2014, p. 53-100.

PUENTE, Fernando rey; BARACAT JUNIOR, José Carlos (orgs.). Tratados sobre o tempo. Aristóteles, Plotino e Agostinho. Belo Horizonte: editora da uFmG, 2014.

SANGALLI, Idalgo José. A conquista da felicidade via filosofia: o exemplo de Boécio. Trans/Form/Ação, Revista de Filosofia, v. 37, n. 3, p. 65-86, 2014. Disponível em: http:// www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/transformacao/article/view/4167/3041. acesso em: 11/09/2018.

SILVA, Gilvan Ventura da. A cidade representada pelo poder imperial: Juliano e a censura à população de Antioquia no Misopogon. In: FLEMMING, Maria Isabel d’agostino (coord.). I Simpósio do Laboratório de Arqueologia Romana Provincial “representações da romanização no mundo provincial romano”, 27 a 29 de novembro de 2013, Faculdade de educação – USP. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, suplemento 18, 2014, p. 11-8.disponível em: http://www.larp.mae.usp.br/anaisLarP/suplemento_18- revmae-anais-simp-LarP.pdf. acesso em: 11/09/2018.

SILVA, Ruan Fernandes da. Conhecimento de si e unidade: considerações sobre a alma em Plotino. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da universidade Federal do Rio Grande do Norte, natal, 2014. Disponível em: https:// repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19709. Acesso em: 11/09/2018.

TAVARES, André Luís. A reelaboração da noção boeciana de pessoa na Summa Theologiae de Tomás de Aquino (Prima pars, quest. 29). Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, 2014. Disponível em: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/39255. Acesso em: 11/09/2018.

 

2015

BEZERRA, Cícero Cunha. O uno plotiniano: liberdade e autorealização. In: BAUCHWItZ, Oscar Federico; Fernandes, Edrisi; BEZERRA, Cícero (orgs.). Seminários do Seridó: solidão e liberdade. 1a ed. natal: eduFrn, 2015, p. 79-88.

BEZERRA, Cícero Cunha. Plotino e agostinho de Hipona: Considerações sobre o mal. In: Santos, Josalba Fabiana dos; JeHa, Julio (eds.). Sobre o mal. 1a ed. Curitiba: appris, 2015, p. 175-83.

BEZERRA, Cícero Cunha. O aspecto iniciático da poesia: Proclo e o Comentário à República de Platão. Numen: Revista de Estudos e Pesquisa da Religião, v. 18, n. 2, p. 171- 81, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/numen/article/ view/22012. acesso em: 10/09/2020.

BEZERRA, Cícero Cunha. Porfírio, dionísio e mestre Eckhart: Considerações sobre a adequação entre ser e inteligência. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), v. 22, n. 37, p. 31-51, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/6889. Acesso em: 11/09/2018.

BRANDÃO, Bernardo Lins. A ascensão da alma nas Enéadas de Plotino. Revista de Filosofia, v. 40, n. 1, p. 29-44, 2015. disponível em: http://revistas.ucm.es/index.php/ resF/article/view/48438. acesso em: 10/09/2018.

CARVALHO, Nathalia Ferreira de avila. Da alteridade inerte à causalidade viva: sobre os sentidos de dúnamis a partir do tratado II.5 [25] das enéadas de Plotino. Dissertação (mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015. disponível em: http://hdl.handle.net/1843/ BuBd-9ZYHVm. acesso: 29/10/19.

COSTA, Marcos Roberto Nunes da. O problema da moral no sistema ontológico cosmológico natural necessitário plotiniano. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico; Fernandes, Edrisi; BEZERRA, Cícero Cunha (orgs.). Seminários do Seridó: solidão e liberdade. 1a ed. natal: eduFrn, 2015, p. 281-92.

GALLEGO, Antonio Dopazo. Plotino: a odisseia da alma entre a eternidade e o tempo. Tradução: VELOSA, Filipa. Lisboa: atlântico Press, 2015.

NASCIMENTO, Marlo do. Boécio e a questão do mal. In: XV semana acadêmica do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS, 2015, Porto Alegre. Semana Acadêmica do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS. Porto alegre: v. 1, 2015, p. 267-79. disponível em: http://www.editorafi.org/75semana. acesso em: 11/09/2018.

OLIVEIRA, Janduí evangelista; COSTA, Marcos Roberto Nunes da. O problema de identificação entre o Uno de Plotino com o Deus judaico-cristão. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico; Fernandes, Edrisi; BEZERRA, Cícero Cunha (orgs.). Seminários do Seridó: solidão e liberdade. 1a ed. natal: EDUFRN, 2015, p. 173-89.

OLINTO, Carlos Alberto. A mística de Plotino e a experiência religiosa do Agostinho de Cassicíaco: uma análise à luz de William James. Dissertação (mestrado em Ciências da Religião) – Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2015. Disponível em: http://tede. bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/bitstream/tede/846/2/Carlos%20 alberto%20olinto.pdf. acesso em: 11/09/2018.

PAIVA, Marcello Henrique Medeiros de. Alma e liberdade em Plotino. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico; Fernandes, Edrisi; BEZERRA, Cícero Cunha (orgs.). Seminários do Seridó: solidão e liberdade. 1a ed. natal: eduFrn, 2015, p. 13-31.

PIAUÍ, William de Siqueira; SILVA, Juliana Cecci. Comentário de Boécio ao §9 do Da Interpretação de Aristóteles. Prometeus, Filosofia em Revista, v. 8, n. 17, p. 187-206, 2015. disponível em: http://seer.ufs.br/index.php/prometeus/article/view/2568/3059. acesso em: 11/09/2018.

PLOTINO. Do amor: Enéada III, 5. Tradução: sILVa, Maria Aparecida de Oliveira. 1a ed. São Paulo: edipro, 2015.

SILVA, Semíramis Corsi; FIGUEIREDO, Daniel. Mulheres no Império romano da Antiguidade Tardia: considerações em torno da filósofa Hipátia de Alexandria. In: AMARAL, Fernanda Patarro; GONZÁLES MARTINEZ, María Nohemí (orgs.). Género y Ciencias Sociales: arqueologías y cartografías de fronteras. 1a ed. Barranquilla: Universidad Simón Bolivar, 2015, p. 251-80. Disponível em: https://www.academia. edu/22766513/G%C3%a9nero_y_Ciencias_sociales._arqueolog%C3%ada_y_ cartograf%C3%adas_de_fronteras. acesso em: 10/19/2018.

SILVA, Adriano Martinho Correia da. A latinização do vocabulário grego do ser no de Hebdomadibus de Boécio. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós- Graduação em Filosofia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-09102015-124551/pt-br. php. acesso em: 11/09/2018.

 

2016

BEZERRA, Cícero Cunha. Os theologikéstoi cheíosis de Proclo e o Peri tes ouranias hierarchias de Dionísio Pseudo Areopagita: um diálogo possível. In: BEZERRA, Cícero Cunha; BATISTA DA SILVA, Nilo César (orgs.). Estudos de neoplatonismo e filosofia medieval. 1a ed. Curitiba: CrV, 2016, p. 49-64.

BOÉCIO. A consolação da filosofia. Tradução: LI, Willian. 2a ed. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2016.

CARVALHO, Margarida Maria de; Omena, Luciane Munhoz de. Considerações sobre memória e morte do imperador Juliano nos testemunhos de Libânio e Amiano marcelino (século IV d.C.). Revista História, v. 35, p. 1-15, 2016. Disponível em: http:// www.scielo.br/pdf/his/v35/1980-4369-his-35-e84.pdf. Acesso em: 10/09/2018.

FONTES, Fabrício Soares Santos. As relações entre natureza e convenção em Antifonte e no Anônimo de Jâmblico. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

GOMES, Rafael Vieira. Fuga e assimilação em Plotino. Hypnos, n. 36, p. 129-43, 2016. disponível em: https://hypnos.org.br/index.php/hypnos/article/view/478. acesso em: 10/09/2020.

MARTINELLI, Águeda Vieira. Hypatia de Alexandria: por uma história não realizada. In: PACHECO, Juliana (org.). Filósofas: a presença das mulheres na filosofia. 1a ed. Porto alegre: editora Fi, 2016, p. 64-83. disponível em: http://www.editorafi.org/filosofas. acesso em: 10/09/2018.

NASCIMENTO, Marlo. Boécio e a Consolação da filosofia: Considerações acerca da virtude. Intuitio, Revista do PPG em Filosofia da PUCRS, v. 9, n. 1, p. 68-81, 2016. disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/ view/20531/14772. Acesso em: 19/10/2019.

NASCIMENTO, Tadeu Junior de Lima. Quando todos nós somos Um: A alteridade na filosofia de Plotino e sua possível implicação ética. Dissertação (mestrado em Ciências das Religiões) – Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/ jspui/bitstream/123456789/11734/1/arquivototal.pdf. Acesso em: 19/10/2020.

MARQUES, Rudinei dos santos. A hénôsis plotiniana como exaltação da oralidade dialética de Platão. (Doutorado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6977. acesso em: 29/10/2019.

OLIVEIRA, Loraine. Vestígios da vida de Hipácia de Alexandria. Perspectiva Filosófica, v. 43, n. 1, p. 3-20, 2016. disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/ perspectivafilosofica/article/view/230301/24503. acesso em: 11/09/2018.

SIMÕES, Vivian Carneiro Leão. De voce, de litteris, de syllabis nas Artes Grammaticae de Donato e de Mário Vitorino. Cadernos de Pós-Graduação em Letras, v. 16, n. 1, p. 51-67, 2016. Disponível em: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgl/article/ view/9529/5836. Acesso em: 11/09/2018

 

2017

FERNANDES, Mayã Gonçalves. Os tipos humanos e o caminho ascensional em Plotino. PHAINE: Revista de Estudos sobre Antiguidade, v. 2, n. 3, p. 80-93, 2017. disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/phaine/article/view/7145/5781. acesso em: 09/09/2020.

FERNANDES, Mayã Gonçalves. Representações da ninfa Calipso na odisseia e sua interpretação em Plotino. Revista Contextura, v. 9, n. 10, p. 83-92, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistacontextura/article/view/3799. Acesso em: 09/09/2020.

LIMA, Fernanda Lemos de. A processão divina e os gêneros superiores no livro II de Sobre os Mistérios, de Jâmblico de Cálcis. Contemplação, Revista Acadêmica de Filosofia e Teologia da Faculdade João Paulo II, n. 15, p. 53-67, 2017. Disponível em: http://www. fajopa.com/contemplacao/index.php/contemplacao/article/view/149. acesso em: 10/09/2018.

 

2018

BAUCHWITZ, Oscar Federico (org.). Proclo: fontes e posteridade. 1a ed. natal: Caule de Papiro, 2018. Disponível em: http://www.cchla.ufrn.br/ppgfil/PDF/publicacoes- discentes/Livro_Proclo_fontes_e_posteridade%20-%20oscar_Federico_Bauchwitz. pdf

BAUCHWITZ, Oscar Federico. Proclo e o neoplatonismo medieval. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico (org.). Proclo: fontes e posteridade. 1a ed. natal: Caule de Papiro, 2018, p. 117-33.

BEZERRA, Cicero Cunha. Poesia e mistagogia: os comentários à República de Proclo. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico (org.). Proclo: fontes e posteridade. 1a ed. natal: Caule de Papiro, 2018, p. 33-53.

BRANDÃO, Bernardo Lins. Purificação e virtude em Plotino. In: OLIVEIRA, Loraine; BACELAR, Agatha. Cenas poéticas, filosóficas e musicais: um panorama dos estudos clássicos. 1a ed. São Paulo: annablume, 2018, p. 157-73.

CUNHA, Suelen Pereira da. Identidade e alteridade como partes de um todo indissociável em Proclo. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. disponível em: https://sucupira.capes. gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewtrabalhoConclusao. jsf?popup=true&id_trabalho=6429593. Acesso em: 19/10/2019.

FERNANDES, Edrisi. Proclus Islamicus – a recepção de Proclo no mundo islâmico. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico (org.). Proclo: fontes e posteridade. 1a ed. natal: Caule de Papiro, 2018, p. 153-204.

FERNANDES, Mayã Gonçalves. O artista e o inteligível: tipologia das artes em Plotino. Dissertação (Mestrado em Metafísica) – Programa de Pós-Graduação em Metafísica da universidade de Brasília, Brasília, 2018. disponível em: https://repositorio.unb. br/bitstream/10482/34644/1/2018_may%C3%a3Gon%C3%a7alvesFernandes.pdf. acesso em: 10/09/2020.

LIMA, Danillo Costa. Conhecimento de si como caminho filosófico em Platão, Plotino e Proclo. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Estudos Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21491. acesso em: 29/10/2019.

OLIVEIRA, Loraine. O significado do Porto do Pireu no Comentário à República I de Proclo. In: BAUCHWITZ, Oscar Federico (org.). Proclo: fontes e posteridade. 1a ed. natal: Caule de Papiro: 2018, p. 9-33. Disponível em: http://www.cchla.ufrn.br/ ppgfil/PDF/publicacoes-discentes/Livro_Proclo_fontes_e_posteridade%20-%20 oscar_Federico_Bauchwitz.pdf. acesso em: 29/10/2019.

ROSSATTO, Noeli Dutra. Mestre Eckhart e a recepção dos comentários neoplatônicos ao Parmênides. In: BAUCHWITZ, oscar Federico (org.). Proclo: fontes e posteridade. 1a ed. natal: Caule de Papiro, 2018, p. 113-53.

SILVA, Robert Brenner Barreto da. Internalidade e infalibilidade do intelecto no tratado V.5 das Enéadas de Plotino. Revista Primordium, v. 3, n. 6, p.1-8, 2018. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/primordium/article/view/47192/26863. Acesso em: 10/10/2020.

SILVA, Robert Brenner Barreto da. Notas de leitura sobre o tratado V.3(49) de Plotino: conceituação da hipóstase nous e delimitação da identidade entre intelecto e inteligíveis. Revista Seara Filosófica, n. 16, p. 89-102, 2018. disponível em: https://periodicos.ufpel. edu.br/ojs2/index.php/searafilosofica/article/view/14151. Acesso em: 24/10/2019.

SILVA, Robert Brenner Barreto da. Breve estudo sobre a leitura de Plotino da geração do cosmos platônico. Revista Contemplação, Revista Acadêmica de Filosofia e Teologia da Faculdade João Paulo II, n. 17, p. 128-40, 2018. Disponível em: http://www.fajopa. com/contemplacao/index.php/contemplacao/article/viewFile/176/194. acesso em: 24/10/2019

SILVA, Robert Brenner Barreto da. Contexto da sophrosyne no Cármides e no I 2 de Plotino. Polymatheia – Revista de Filosofia, v. 11, n. 18, p. 66-89, 2018. disponível em: http://seer.uece.br/?journal=PrF&page=article&op=view&path%5B%5d=3269. acesso em: 29/10/2019.

 

2019

ANDRADE, Thainan Noronha de. Francisco de Holanda e a influência do neoplatonismo em Portugal no século XVI. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós- Graduação em História da Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Belo Horizonte, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufmg. br/bitstream/1843/Buos-BC6FeJ/1/disserta__o___francisco_de_holanda_e_a_ influencia_do_neoplatonismo_em__portugal_no_s_culo_xvi__final_.pdf. Acesso em: 24/10/2019.

SILVA, Robert Brenner Barreto da. A hipóstase noûs em Plotino: o itinerário teórico e o debate acerca do problema da identidade do Intelecto com as ideias na enéada v.3 [49]. dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019. disponível em: http://repositorio.ufc.br/bitstream/ riufc/41013/7/2019_dis_rbbsilva.pdf. acesso em: 24/10/2019.

SILVA, Robert Brenner Barreto da. A hipóstase noûs em Plotino: o itinerário teórico e o debate acerca do problema da identidade do intelecto com as ideias na enéada v.3 [49]. Porto alegre: Editora Fi, 2019. Disponível em: https://www.editorafi.org/635robert

SILVA, Robert Brenner Barreto da. Por uma distinção entre pensamentos racional e intelectual no tratado v.3 [49] das Enéadas de Plotino. Guairacá Revista de Filosofia, v. 35, n. 1, p. 75-86, 2019. Disponível em: https://revistas.unicentro.br/index.php/guaiaraca/ article/view/6169/4144. acesso em: 24/10/2019

COSTA, Marcos Roberto Nunes; COSTA, Rafael Ferreira. Hipátia de Alexandria (370-413 d.c). In: Costa, Marcos Roberto Nunes; COSTA, Rafael Ferreira (orgs.). Mulheres intelectuais na Idade Média. 1a ed. Porto alegre: editora FI, 2019, p. 215-20. Disponível em: http://livrandante.com.br/marcos-roberto-nunes-costa-rafael-ferreira- costa-mulheres-intelectuais-na-idade-media/. Acesso em: 29/10/2019.

FERNANDEZ, Cecília de Souza; AMARAL, Ana Maria Luz Fassarella do; VIANA, Isabela Vasconcellos (orgs). A história de Hipátia e de muitas outras matemáticas. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de matemática, 2019. disponível em: https://www.sbm. org.br/wp-content/uploads/2019/05/ultimo.minicurso_historia_hipatia_muitas_ outras_matematicas.pdf. acesso em: 24/10/2019.

HADOT, Pierre. Plotino ou A simplicidade do olhar. Tradução: OLIVEIRA, Loraine; LOQUE, Flavio Fontenelle. São Paulo: É realizações, 2019.

LEONARDI, Vinícius José Henrique da Costa. O belo enquanto esplendor do um no tratado I, 6 de Plotino. Sapere Aude, v. 10, n. 19, p. 1-12, 2019. disponível em: http:// periodicos.pucminas.br/index.php/sapereaude/article/view/19130. acesso em: 24/10/2019.

OLIVEIRA, Loraine. “Fujamos então para a pátria querida”: Plotino e a ascensão da alma humana. In: CURADO, Manuel; COUTINHO, Luciano; XAVIER, Dennys Coutinho (orgs.). Medicina e psicologia na Antiguidade: estudos de pensamento antigo. 1a ed. ribeirão: Húmus, 2019, p. 305-22. Disponível em: https://www.academia. edu/40691313/_Fujamos_ent%C3%a3o_para_a_P%C3%a1tria_querida_ Plotino_e_a_ascens%C3%a3o_da_alma_Humana. acesso em: 21/10/2019.

HAUSCHILD, Álvaro Körbes. A doutrina do trabalho divino: a influência da teurgia dos oráculos Caldeus sobre a filosofia de Jâmblico. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do sul, Porto alegre, 2019. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/190038. acesso em: 24/10/2019.

This online bibliographie contains all subject areas related to philosophy.

Philosophy is one of the oldest areas of study with a long history of critical literature, and it remains a highly active field for new research and publishing. The number of books and articles published seems to increase every year. Much of the most recent work has moved online in one form or another, and older material that was once out of print or difficult to find is being made more easily available. The result being that today’s students and researchers have ready access to overwhelming array of potentially useful primary texts, journal articles, reference works, and a wide range of other resources. Oxford Bibliographies in Philosophy is designed to provide authoritative guidance. In contrast to print bibliographies and electronic indexes that simply list citations, this innovative online reference tool will combine the best features of a high-level encyclopedia and the best features of a traditional bibliography put together in a style that responds to the way people do research online.

(Text by the organizers)

Click here

 

Le présent répertoire bibliographique contient la liste d’articles cités dans la rubrique « gnostiques » de l’article de Michel Tardieu, « Les Oracles chaldaïques 1891-2011 », dans Chaldaean Oracles and Theurgy. Mysticism, Magic and Platonism in the Later Roman Empire. Troi­sième édition par M. Tardieu, avec un supplément « Les Oracles chaldaï­ques 1891-2011 », Paris, 2011 (Kairo1 1956, Paris2 1978).

1973

M. Tardieu, « Les trois Stèles de Seth. Un écrit gnostique retrouvé à Nag Hammadi », Revue des sciences philosophiques et théologiques, 57, 1973, p. 545-575.

1975

« ψυχαῖος σπινθήρ. Histoire dʼune métaphore dans la tradition platonicienne jusquʼà Eckhart », Revue des études augustiniennes, 21, 1975, p. 225-255.

1983

L. Abramowski, « Nag Hammadi 8, 1 ‘Zostrianus’, das Anonymum Brucianum, Plotin Enn. 2, 9 (33) », dans H. D. Blume et F. Mann (éd.), Platonismus und Christentum : Festschrift für Heinrich Dörrie, Münster Westfalen, Aschendorff (Jahrbuch für Antike und Christentum, Ergänzungsband 10), 1983, p. 1-10. [Réimprimé dans Formula and Context. Studies in Early Christian Thought (Collected Studies), Essay XII, Hampshire, Variorum, 1992].

É. des Places, « Notes sur quelques Oracles Chaldaïques », dans C. Froidefond (éd.), Mélanges É. Delebecque, Aix-en-Provence, Publications de lʼUniversité de Provence, 1983, p. 319-329.

1988

J. Turner, « The Gnostic Threefold Path to Enligthtenment », Novum Testamentum, 22, 1980, p. 324-351; M. Tardieu, « La conception de Dieu dans le manichéisme », dans R. Van den Broek, T. Baarda, J. Mansfeld (éd.), Knowledge of God in the Graeco-Roman World, Leiden, Brill (EPRO 112), 1988, p. 262-270.

1991 

J. Turner, « The Figure of Hecate and Dynamic Emanationism in the Chaldean Oracles, Sethian Gnosticism and Neoplatonism », The Second Century Journal, 7, 1991, p. 221-232.

1992

R. Majercik, « The Existence-Life-Intellect Triad in Gnosticism and Neoplatonism », Classical Quaterly, 42, 1992, p. 475-488.

1996

E. Thomassen, The Spiritual Seed, The Church of the ‘Valentinians’, Nag Hammadi and Manichaean Studies 60, Leiden, Brill, 1996, p. 298-307.

2000

C. O. Tommasi, « Tripotens in unalitate spiritus : Mario Vittorino e la gnosi », Koinonia, 20, 1996, p. 53-75 ; Guerra, « Porfirio editore di Plotino e la “paideia antignostica” », Patavium, 15, 2000, p. 111-137.

2002

C. O. Tommasi, « Viae negationis della dossologia divina nel medioplatonismo e nello gnosticismo sethiano (con echi in Mario Vittorino) », dans Fr. Calabri (éd.), Arrhetos Theos. Lʼineffabilità del primo principio nel medio platonismo, Pisa, Edizioni ETS, 2002, p. 119-154.

2005

L. Abramowski, « Nicänismus und Gnosis im Rom des Bischofs Liberius : Der Fall des Marius Victorinus », Zeitschrift für Antikes Christentum, 8, 2005, p. 513-566 (compte-rendu de M. Tardieu de 1996)

2006

L. Abramowski, « ʻAudi, ut dicoʼ. Literarische Beobachtungen und chronologische Erwägungen zu Marius Victorinus und den « platonisierenden » Nag Hammadi-Traktaten», Zeitschrift für Kirchengeschichte, 117, 2006, p. 145-168.

M. Roberge, « La dynamis dans les Oracles Chaldaïques et la Paraphrase de Sem (NHC VII, 1) », dans L. Painchaud, P.-H. Poirier (éd.), Actes du colloque « LʼÉvangile selon Thomas et les textes de Nag Hammadi », Québec, Peeters (Bibliothèque Copte de Nag Hammadi, Études 9), 2006, p. 473-516.

J. Turner, « The Gnostic Sethians and Middle Platonism : Interpretations of Timaeus and Parmenides », Vigiliae Christianae, 60, 2006, p. 9-64.

2010

J.-D. Dubois, « La forme de la matière selon la démiurgie valentinienne et les Oracles chaldaïques », dans H. Seng et M. Tardieu (éd.), Die Chaldaeischen Orakel : Kontext – Interpretation – Rezeption, Heidelberg, Universitätsverlag Winter, 2010, p. 179-192.